Tito Paris - Acústico; Ao Vivo Na Aula Magna

sexta-feira, fevereiro 18, 2011 0 comentários

Tito Paris é a verdadeira personificação da alma cabo-verdiana. A sua guitarra ora melancólica ora frenética, a sua voz indolente e o swing com que nos embala fazem dele um dos ícones da moderna música luso-africana, retratista sonoro da ascendência africana, mas também do Portugal cosmopolita e da comunidade cabo-verdiana na diáspora.

Em palco, Tito Paris é como que um dínamo que magnetiza as suas audiências com a entrega, a energia e a sinceridade de um grande compositor e intérprete. Este espectáculo traz propostas e tentações para dançar, adaptando ao seu carisma quase todos os géneros musicais cabo-verdianos, enquanto viaja pelos sons de África, Portugal ou Brasil, com o mesmo à vontade e dedicação.

(In:Festa do Avante)

Os protagonistas deste trabalho a cheirar a novo são o violão cabo-verdiano e as cordas europeias de orquestra. “Tito Paris Ao Vivo na Aula Magna” é um casamento onde o novo e velho mundo se unem, numa renovada mistura de sons.

Há cerca de um ano a Aula Magna, em Lisboa, recebia uma das vozes crioulas mais aclamadas. Tito Paris e o seu violão - uma única voz - fizeram desfilar, numa noite “especial”, como diz o artista, as músicas que fizeram os muitos anos da sua carreira. Mas este revisitar de velhos êxitos veio acompanhado de uma lufada de ar fresco: uma pequena orquestra de violinos, violetas, violoncelos e um contrabaixo, dirigida pelo conhecido maestro português Tomás Pimentel.

Para Tito, este trabalho é a concretização de “um anseio antigo”, o de fazer um cruzamento entre Cabo Verde e a Europa, sem “desferir golpes na raiz de cada um”. E como qualquer “casamento ambas as partes se respeitam”, e o filho só podia ser “bonito”, diz o autor e intérprete.

Deste disco constam músicas como “Morna PPV”, “Um Gostá di Bô”, “Estrela Linda” ou a “Febre di Funaná”, de Codé di Dona. Nota especial para o tema inédito “Que Vida”, que retrata o destino dos pescadores cabo-verdianos. E o DVD inclui videoclips de músicas do autor.

O novo anseio de Tito é, agora, trazer este projecto até às ilhas crioulas e interpretá-lo ao vivo nas ilhas de Santiago, do Sal, e de São Vicente. Para despertar os cabo-verdianos para um possível novo caminho da música cabo-verdiana... E para pôr os maestros europeus a par da “riquíssima” contribuição que os vários estilos crioulos podem dar para a estilização da música do velho continente. Porque é nestas trocas, diz Tito Paris, que “nós temos que passar a mover, para impulsionarmos a criação e elevar a música do mundo”.

Daí o apelo especial aos artistas que falam português: “Está na hora de acordarmos de uma vez para as potencialidades musicais deste espaço imenso que é a lusofonia”. Como afirma, “estes países são riquíssimos culturalmente, porque não juntarmo-nos, como tenho feito com Paulo Flores ou D. kikas, e explorarmos ritmos como a morna, a rebita, o merengue, a marrabenta, etc.?”. E na senda fusão, Tito já tem um sonho. Sonho que um dia vai juntar, “a morna e o fado”. Fiquemos pois, de ouvidos atentos.

(in A Semana) Por: PMC

Autor: Tito Paris
Titulo: Acústico; Ao Vivo Na Aula Magna
Duração:
Data de Lançamento: 2005 "Edição Africana"
Género: Morna
Edição e Publicação:
URL:

Faixas:

1. Morna PPV
2. Nha Sina
3. Ondas Di Bô Corpo
4. Que Vida (Inédit)
5. Um Gosta Di Bô
6. Victor
7. Estrela Linda
8. Otilia/Otilio
9. Sodade
10. Poema Tropical
11. Clarisse feat. Paulo Flores
12. Febre Di Funana


FICHA TÉCNICA

Músicos:
Tito Paris – Voz e Guitarra Acústica
Moisés – Piano Acústico
Toy Vieira – Cavaquinho e Voz
Tomás Pimentel – Trompete e Flughelhorn
Daniel Salomé – Clarinete e Sax Alto
Luís Cunha – Trombone
Manuel Paris – Baixo Acústico
Jair – Percussão e Voz
Toy Paris – Bateria e Voz
Orquesta:
1º Violino - António Barbosa, Ana Ribeiro,
Raquel Cravinho, Francisca Fins
2º Violino – Paula Viana, Jorge Vinhas,
Filomena Lezé
Violeta – Ricardo Mateus, Lúcio Ferreira,
Andrea Rafael
Violoncelo – Tiago Ribeiro, Carlos Faria
Contrabaixo – João Nunes
Convidado Especial – Paulo Flores
Direcção Musical – Tomás Pimentel
Direcção de Orquesta – Tó Barbosa
Arranjos de Base – Tito Paris
Arranjos de Orquestra – Tomás Pimentel,
Tó Barbosa e Tito Paris
Produção – Praça das Flores, Produção de Espectáculos, Lda.
Direcção de Produção – Paulo Pulido Valente
Produção Executiva – Jair Pina
1ª Assistente de Produção – Vera Gomes
Assistência de Produção – Carina Ribeira, Hugo Lopes
Som de Monitores – Pedro Faria
Desenho e Operação de Luz – Aldeia da Luz / Jorge Pato
Equipamento de Som e Iluminação – Rumo do Som
Produção do CD – Paulo Pulido Valente
Realização – Jair Pinto
Gravação ao vivo, mistura e masterização – Estúdio Praça das Flores
Em Lisboa por Jorge Cervantes

0 comentários:

 

©Copyright 2011 Dikanza | TNB